Home / Estudos Temáticos / Lutando com Deus

Receba Estudos Bíblicos em seu email:


Lutando com Deus

Jacó lutou com Deus no Vale de Jaboque. Disse a Deus “não te deixarei ir até que me abençoes”. Literalmente, saiu no tapa com Deus, e levou a pior: foi ferido no nervo da coxa e passou o resto da vida mancando. Mas foi abençoado, e nesse sentido se deu bem. Seu nome deixou de ser Jacó, que quer dizer “aquele que age traiçoeiramente”, e passou a se chamar Israel, “aquele que luta com Deus”.

A pergunta por trás dessa história é por que um homem tem que lutar com Deus para ser abençoado? Estaria Deus se recusando a abençoar? Teria Deus má vontade em fazer o bem? Seria o caso de Deus não ser tão generoso quanto queremos acreditar? Será que as bençãos de Deus nós as conquistamos às custas de muito esforço, através de vigílias de oração, correntes de fé, jejuns, sacrifícios com ofertas financeiras, penitências, e tantas outras expressões próprias das religiões? Seria a nossa parte “tomar posse” das bençãos e a parte de Deus dificultar ao máximo o acesso aos seus favores para que somente os muito perseverantes os alcancem? Precisamos mesmo reivindicar o que é nosso? Enfim, por que a Bíblia diz que Jacó lutou com Deus até ser abençoado por Ele?

A luta com Deus não se justitifica pela necessidade de convencer Deus a abençoar. A luta com Deus não visa a mudar o coração de Deus em relação a nós e nossas necessidades e desejos. Lutamos com Deus porque queremos ser abençoados em nossos termos. Lutamos com Deus porque não queremos permitir que Ele transforme nossos corações e mentes. Lutamos com Deus porque nos recusamos a mudar. Lutamos com Deus porque queremos os favores de Deus e ao mesmo tempo queremos permanecer as mesmas pessoas que sempre fomos, agarradas aos mesmos vícios, padrões de pensamento, idéias fixas, comportamentos maléficos e sentimentos mesquinhos. Lutamos com Deus como quem diz “anda logo, responda a minha oração, atenda os meus anseios e não se meta na minha vida”. Lutamos com Deus porque queremos impor sobre Ele nossa vontade, em vez de nos submetermos à sua vontade, que é sempre boa, perfeita e agradável.

O evangelho não é um caminho de conquista de bençãos. O evangelho é um convite à intimidade com Deus, numa caminhada onde nossos corações e mentes vão sendo transformados de modo a nos ocuparmos tanto com o reino de Deus, a justiça de Deus e a glória de Deus, que nem nos damos conta que as coisas que desejamos Deus no-las concede como expressão de seu cuidado paterno amoroso e fiel.
Fonte: IBAB

About admin

4 comments

  1. eu acho que podia ser melhor
    pq para deus tem que ser o melhor possivel
    e pode melhorar bastante
    esse estudo. um abraçovaleu

  2. oi gostei do estudo…q não é diferente nos dia de hojé senpre queremos q deus faça o q esta no nosso coração….não o q esta no coração de deus…

  3. Essa é a verdade que ninguém quer ouvir, que somos egoístas e que pedimos sempre para o nosso único benefício.
    Quando começarmos a pedir a favor dos outros, talvez sejamos mais abençoados.

  4. se opor a vontade de Deus é facil , pois nosso coração sempre vai querer fazer a vontade da carne , fazer a vontade de Deus que é dificil pois para isso temos que pisar no nosso eu , e que abrir mão de coisas e as vezes de pessoas que gostamos , isso doe muito

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Scroll To Top