Home / Estudos Temáticos / O avivamento conforme as Escrituras

Receba Estudos Bíblicos em seu email:


O avivamento conforme as Escrituras

Hoje em dia vemos muitas entidades promovendo conferências de avivamentos, onde ocorrem verdadeiras somas de dinheiro. Onde os participantes pagam a entrada, recebem o material didático, se alegram e voltam para casa com um certificado de participação.

Outros pensam que avivamento é muita línguas estranhas, pulação, gritarias, etc. Nada contra o alegrar-se no Senhor, pois eu mesmo sou de uma Igreja pentecostal. Porém, vejo com grande preocupação a forma como o termo é mal empregado. Nada contra alguém participar de uma conferência, nada contra de alguém glorificar em voz alta ao SENHOR, nada contra extravasar um pouco desde que o meu caráter esteja sendo realmente transformado de acordo com a Bíblia.

Vou falar como Paulo: São cristãos? Também eu. São ministros do Evangelho? Também eu. Gostam de avivamentos? (falo como fora de mim) Eu ainda mais! Cristão de cristãos, de linhagem tradicional, hoje porém, pentecostal, zeloso pela pureza do Evangelho de Jesus Cristo. …Eu Reginaldo Rocha, servo do Senhor Jesus Cristo à todos os amados irmão que lêem esse blog…

Gostou da analogia? Tá tudo muito bom, tá tudo muito bem! Mas o realmente: O que é o avivamento conforme as Escrituras?

No dicionário Aurélio, avivamento é definido como o ato ou efeito de avivar – tornar mais vivo, mais nítido, cobrar ânimo, ficar intenso. Mas o que avivamento significa dentro do contexto que vivemos – a Igreja de Jesus Cristo?
Em Joel 2.28 temos a tão conhecida promessa do avivamento, vamos ver o que o texto diz: “E acontecerá, depois, que derramarei o meu Espírito sobre toda a carne” Note bem, a frase: ‘…E acontecerá, depois’ Depois de que?
Leiamos o versículo 13 o que diz: “Rasgai o vosso coração, e não as vossas vestes, e convertei-vos ao SENHOR, vosso Deus, porque ele é misericordioso, e compassivo, e tardio em irar-se, e grande em benignidade, e se arrepende do mal”
Observamos que temos uma condição. Concluímos pois que o avivamento em nossa vida é condicional. Deus estabelece as regras para o avivamento. E a condição é o arrependimento. Sem arrodeios, sem meio termo.
Para John Wesley, Charles Finney, Charles Spurgeon, Dwight L. Moody, entre outros… Avivamento é quando o homem sente uma profunda convicção de pecado e volta-se ao Senhor e com isso contagia o seu bairro (avivamentos urbanos), sua cidade, seu estado (avivamentos inter-estaduais), seu país (avivamentos nacionais) ou até mesmo mundiais. 
Já estamos fartos da chamada teologia da prosperidade, já estamos fartos das mensagens de ôba ôba, já estamos fartos de conversão sem arrependimento. Queremos ver pessoas se convertendo de seus pecados, queremos ver almas se renderem ao pé da cruz com choros, queremos ver o Espírito Santo convencer o homem do pecado, da justiça e do juízo, queremos ver almas de derramar em lágrimas com a mensagem de salvação.
Fonte: Evangelho Hoje

About admin

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Scroll To Top